Custos variáveis de uma empresa: o que são e quais os principais?

Gestão
5 minutos de leitura 01.12.2020
Custos variáveis de uma empresa: o que são e quais os principais?
Facebook Twitter Whatsapp

Saiba identificar seus custos variáveis e como gerenciá-los.

Saber identificar e diferenciar custos é muito importante para um bom gerenciamento financeiro. Anteriormente já falamos sobre custos fixos e custo direto e indireto. Hoje vamos falar sobre custos variáveis de uma empresa.

 

Neste artigo vamos ver:

 

  • O que são variáveis?; 
  • Quais são os custos variáveis de uma empresa?;
  • Por que devemos monitorar a origem dos custos variáveis de uma empresa?;
  • Vale a pena usar um sistema de gerenciamento financeiro para a gestão de custos?.

 

 

O que são custos variáveis?

Chamamos de custos variáveis os valores que flutuam de acordo com o fluxo de vendas ou as produções da empresa.

 

Ou seja, o aumento ou redução no número de itens vendidos impacta diretamente os gastos variáveis de uma empresa.

 

Por exemplo: imagine que a Maria resolveu vender brigadeiros na escola. Para produzir 50 brigadeiros ela gasta:

 

  • R$5,00 com leite condensado
  • R$3,00 com achocolatado
  • R$2,00 com granulado
  • R$3,00 com forminhas de papel
  • R$7,00 com manteiga

 

Levando em conta estes valores, Maria gasta R$20,00 com a sua produção. No entanto, na véspera da Páscoa seus colegas fazem encomendas maiores. E Maria tem que comprar material suficiente para produzir 200 brigadeiros.

 

Este aumento no número de pedidos, vai impactar diretamente no custos de produção. Porque os custos variáveis acompanham o número de vendas feitas.

 

 

Quais são os principais custos variáveis de uma empresa?

Nem sempre os gastos variáveis são os mesmos para todos os negócios. Entretanto, algumas categorias aparecem frequentemente. Dentre elas podemos citar:

 

  • Matéria-prima;
  • Mão de obra;
  • Embalagens;
  • Comissões de venda.

 

É comum que, depois de saber um pouco mais sobre custos variáveis, empreendedores vejam ele com maus olhos. Afinal de contas, quanto maiores as vendas, maiores os custos variáveis. No entanto, não podemos nos esquecer também que quanto maiores as vendas, maior é a receita gerada.

 

 

Por que devemos monitorar a origem os custos variáveis de uma empresa?

Vamos voltar ao exemplo da Maria? Imagine que além de brigadeiros a Maria também vende bolos. Mas, apesar de saber que suas encomendas aumentaram, ela não registra suas vendas.

 

Ou seja, no final do mês, ela nota que seus custos variáveis aumentaram, mas não sabe identificar o motivo.

 

Além disso, na Páscoa seguinte, quando foi comprar um novo estoque de insumos, em vez de forminhas, Maria comprou farinha de trigo. Pois ela já não se lembrava qual produto tinha maior saída na época.

 

Esse prejuízo seria evitado facilmente se Maria fizesse o gerenciamento financeiro do seu pequeno negócio. Adotando práticas como: fluxo de caixa, planejamento financeiro empresarial e gestão de compras.

 

 

Vale a pena usar um sistema de gerenciamento financeiro para a gestão de custos?

Uma boa gestão de custos permite que você:

 

  • Tenha mais informações sobre o desempenho das atividades e o rendimento da empresa como um todo;
  • Otimize o desenvolvimento das operações;
  • Tenha dados confiáveis para realizar as tomadas de decisão;
  • Defina sua margem de lucro com precisão.

 

E, quando você conta com o apoio de um sistema de gerenciamento financeiro, as tarefas e registros diários ficam mais fáceis. Além de acessíveis!

 

Fale com um consultor e descubra tudo o que o Contas Online pode fazer pela saúde financeira do seu negócio.

 

Ilustração

Feedback Gostou ou foi útil pra você este conteúdo? Sim Não
Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.
Aguarde