Custos fixos de uma empresa: o que são e quais os principais?

Finanças
4 minutos de leitura 02.07.2020
Custos fixos de uma empresa: o que são e quais os principais?
Facebook Twitter Whatsapp

Será que você sabe o que são os custos fixos de uma empresa? Neste artigo explicamos sobre eles e ensinamos como impactam o seu negócio.

Nenhum empreendedor nasce expert em contabilidade. Alguns têm a oportunidade de aprender com cursos, mas muitos aprendem com experiências da vida. Nós queremos facilitar esse processo para você, por isso hoje vamos falar de um dos aspectos mais importantes da contabilidade do seu negócio: os custos fixos de uma empresa .

 

 

O que são custos fixos de uma empresa?

Como o próprio nome sugere, custos fixos são gastos sempre presentes na empresa, independente de haver produção ou não. É muito importante que você tenha em mente, porque, muito antes de começar a produzir e vender, a sua empresa já apresenta custos.

 

Mapear estes gastos e entender quais são realmente importantes vai te ajudar a poupar e a usar seus recursos de modo apropriado.

 

 

Quais são os principais custos fixos de uma empresa?

Os custos fixos de uma empresa variam muito de acordo com o ramo de atuação e o modo como o empreendedor decide atuar em seu negócio. Mas, para facilitar o seu entendimento, vamos imaginar que o sr. Joaquim decidiu abrir uma padaria com as suas economias.

 

Antes mesmo de começar produzir e comercializar os produtos de sua padaria, o sr. Joaquim terá que arcar com custos como:

 

  • Luz;
  • Água;
  • Internet;
  • Telefone;
  • Salários e encargos trabalhistas.

 

 

 

 

Como podemos ver na imagem acima, todos os meses, independente de estar produzindo ou não, o sr. Joaquim terá um custo fixo de R$3930,00 por mês.

 

 

Quais são as diferenças entre custos fixos e custos variáveis?

“Mas eu tenho mais gastos que os que você citou ali em cima”, alguns de vocês devem estar pensando. Provavelmente, eles são custos variáveis. Vamos entender melhor sobre eles e aprender a diferenciá-los dos fixos?

 

Seguindo o nosso raciocínio da padaria, vamos pensar agora na linha de produção do sr. Joaquim. Para assar deliciosos pãezinhos todos os dias, o sr. Joaquim usa as seguintes matérias primas:

 

  • Farinha de trigo;
  • Fermento biológico;
  • Água.

 

Agora vamos pensar que, para produzir cada pãozinho, o sr. Joaquim gasta:

 

  • R$0,30 com farinha de trigo;
  • R$0,10 com fermento biológico;
  • R$0,20 com água.

 

Lembre-se, esses são valores fictícios, estipulados apenas para ajudar você a entender os custos de produção da padaria do sr. Joaquim.

 

Somando tudo, podemos presumir que, para produzir cada pãozinho, o sr. Joaquim gasta em média R$0,60 centavos com a matéria prima. Se ele fizer dois, vai gastar R$1,20. Se fizer 3, vai gastar R$1,80.

 

Ou seja, seus custos vão variar de acordo com a quantidade produzida. Enquanto os custos fixos se mantêm, independente de qualquer coisa, os custos variáveis mudam de acordo com a produção.

 

É importante ter em mente que toda empresa têm custos fixos e custos variáveis. E ambos devem ser levados em conta na hora de elaborar o seu planejamento financeiro.

 

 

Como os custos fixos impactam as finanças de uma empresa

Tenho certeza de que você sabe que gastos afetam a situação financeira do seu negócio, mas será que você faz ideia de como? Ou até mesmo o quão valioso é o acompanhamento minucioso destes custos?

 

 

Como precificar corretamente um produto

Entender os seus custos fixos e variáveis vai te ajudar a realizar uma tarefa que ainda tira a noite de sono de muitos empreendedores: precificar corretamente o seu produto.

 

O seu produto deve:

 

  • Ter um preço competitivo para o mercado;
  • Ser maior que seus custos variáveis;
  • Ajudar a pagar os seus custos fixos.

 

É muito importante que estes três elementos estejam alinhados para que você consiga oferecer algo alinhado com o que seu público pode pagar, mas que ainda seja o suficiente para cobrir seus custos e lhe render algum lucro.

 

 

Planejar suas vendas e controlar o seu estoque

A partir do momento que você mapeia todos os custos fixos da sua empresa e controla de perto seus custos variáveis é muito mais fácil planejar suas vendas e controlar o seu estoque.

 

Você já vai começar o seu mês sabendo quanto de cada produto precisa vender para cobrir seus investimentos e lucrar. O que vai afetar diretamente o seu controle de estoque e de quanta matéria prima você vai comprar.

 

O que, além de tornar suas vendas mais estratégicas, também vai ajudar você a evitar o desperdício com a perda de matérias primas.

 

 

Entender melhor a real necessidade de mão de obra do seu negócio

Como citamos acima no nosso exemplo da padaria, funcionários são gastos fixos. Por isso qualquer contratação deve ser analisada com cuidado. Leve em conta as demandas do seu setor de produção e vendas e pense em quantos funcionários você precisa para executar suas respectivas funções, sem prejudicar a qualidade do que você oferece.

 

 

Controle os custos fixos e gerencie as finanças da sua empresa com facilidade

Como dono você precisa estar por dentro dos indicadores financeiros. Uma dica para fazer isso de modo prático e fácil é adotando sistemas de gerenciamento financeiro.

 

Além de te poupar tempo, sistemas de gerenciamento financeiro te ajudam a compreender o passado, acompanhar o presente e se prepara para o futuro das finanças do seu negócio. Tudo isso graças às suas ferramentas de controle interno, planejamento e orçamento. 

 

 

Monitore seus custos, conheça sua margem de contribuição e ponto de equilíbrio com os recursos de um sistema online e completo!

 

Experimente o nosso plano gratuito e veja na prática os benefícios de ter a vida financeira do seu negócio em ordem.

 

 

Feedback Gostou ou foi útil pra você este conteúdo? Sim Não