Orçamento pessoal: o que é e como fazer o seu

Finanças Gestão
15 minutos de leitura 29.06.2022
Orçamento pessoal: o que é e como fazer o seu
Compartilhar Facebook Twitter Whatsapp

Entenda o que é orçamento pessoal, os seus benefícios para a sua rotina financeira e saiba como fazer o seu.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, planejar as finanças pessoais e empresariais não precisa ser uma tarefa tão difícil.

 

Muitos, inclusive, pensam que só é possível resolver os problemas financeiros se ganharem muito dinheiro. Se você faz parte desse grupo, saiba que o equilíbrio financeiro não depende da quantidade de dinheiro que você possui, mas sim de como você o administra.

 

Neste artigo, vamos te explicar sobre o orçamento pessoal e ensinar como planejar o seu de maneira consciente, permitindo que você realmente decida o que quer fazer com a própria renda. Confira os tópicos que serão abordados:

 

  • O que é um orçamento pessoal?
  • Benefícios de fazer um bom orçamento pessoal
  • Como fazer um orçamento mensal eficiente em passos simples
  • Conte com a tecnologia!

 

Se interessou pelo assunto? Então, continue a leitura!

 

 

O que é um orçamento pessoal?

 

Basicamente, o orçamento pessoal é uma ferramenta de planejamento financeiro com o objetivo de prever gastos e organizar as suas finanças até atingir o equilíbrio financeiro, ou seja, adequar as despesas às suas receitas.

 

Em resumo, esse planejamento vai te ajudar a não gastar mais do que você ganha, fornecendo uma visão realista do seu padrão de consumo.

 

No geral, ele é realizado mensalmente e te permite acompanhar algumas informações imprescindíveis para equilibrar a sua vida financeira, como:

 

  • Conhecer quais gastos mais impactam a sua renda;
  • Entender como você gasta o seu dinheiro, isto é, quais são os seus hábitos de consumo;
  • Ter oportunidade de se prevenir contra imprevistos.
  • Aprimorar a sua inteligência financeira.

 

Benefícios de fazer um bom orçamento pessoal

Com certeza, a maior vantagem do orçamento mensal é a organização das suas finanças, sejam elas pessoais ou empresariais.

 

Como consequência, organizar os seus gastos e ganhos vai te dar ainda mais consciência do que acontece com o seu dinheiro, tornando muito mais fácil a decisão de como e quando gastá-lo, evitando muitos gastos desnecessários e problemas financeiros.

 

Tudo isso, então, vai te aproximando ainda mais dos seus sonhos. Sabemos que diversos objetivos dependem do dinheiro, como fazer uma viagem, comprar um carro, adquirir a casa própria etc. Por isso, afirmamos que organizar as suas finanças aumenta sua capacidade de conquistar os seus objetivos.

 

Contudo, vale ressaltar que, para conseguir os benefícios citados acima, é preciso colocar em prática todas as lições que você vai aprender neste artigo. Acompanhe os tópicos a seguir e confira agora mesmo como deixar as suas finanças em dia!

 

 

Como fazer um orçamento mensal eficiente em passos simples

 

Antes de começar o seu orçamento pessoal, crie uma disciplina para manter os planos em dia. A grande dica é pensar nas vantagens que essa organização irá proporcionar para você e a sua empresa.

 

Pensando em te ajudar nesse processo, separamos algumas dicas para fazer um orçamento mensal eficiente em passos simples.

 

1. Conheça suas receitas e gastos

 

Pode parecer um absurdo, mas muitas pessoas sequer sabem quanto ganham por mês.

 

Por isso, o primeiro passo para fazer o seu orçamento financeiro pessoal é somar e registrar todos os seus rendimentos mensais. Isto é, tudo o que você ganha e quanto gasta.

 

Nessa primeira etapa, já será possível ter uma boa visão sobre o seu salário e quais são os gastos principais.

 

Leia também: Conheça as principais obrigações fiscais de uma empresa

 

2. Divida as suas despesas

 

A primeira etapa funciona basicamente como um diagnóstico, mostrando uma primeira visão da sua vida financeira. Agora, os passos serão mais específicos, prontos para te dar um direcionamento mais detalhado de como organizar as finanças.

 

É a hora de listar cada uma das suas despesas fixas e variáveis:

 

  • Gastos fixos: Todos os gastos que não costumam variar em um curto período de tempo, como aluguéis, academia, prestação do carro, salários de colaboradores etc.
  • Gastos variáveis: Valores que podem variar mensalmente, como alimentação, conta de luz, presentes, viagens etc.

 

Analise também os gastos “invisíveis”, isto é, pequenas despesas que exigem o seu dinheiro sem que você perceba. Os principais “vilões” são os planos de assinatura, deliverys ao longo da semana e plataformas de streaming.

 

3. Analise os gastos por categoria

 

Depois de dividir todas as suas despesas, é o momento de defini-las por categoria. A dica é separar a lista juntamente com o quanto você pode gastar por semana e mês em cada um deles.

 

Dentre as categorias, temos:

 

  • Supermercado;
  • Educação;
  • Moradia;
  • Lazer etc.

 

Vale ressaltar que não existe um valor específico que defina o quanto você pode gastar em cada categoria. Aqui, vale o bom senso para definir o orçamento de acordo com a sua realidade.

 

4. Economize dinheiro

 

Uma grande vantagem de definir os seus gastos por categoria e quanto você pode gastar em um determinado período de tempo é pensar em formas de economizar e fazer sobrar mais dinheiro no final do mês.

 

Dessa forma, avalie como e com o que você está gastando o seu dinheiro e de que maneira você pode diminuir ou cortar gastos.

 

 

Ilustração

 

 

5. Tenha cuidado com o cartão de crédito

 

Um dos maiores erros das pessoas é ver o cartão de crédito como uma renda extra, quando na verdade é apenas uma antecipação de um pagamento que você terá que fazer.

 

Por isso, certifique-se que todos os gastos feitos no seu cartão de crédito cabem nos tetos que foram pré-estabelecidos no seu orçamento. Quando utilizado de forma correta, o cartão de crédito pode ser um grande aliado das suas finanças!

 

6. Tenha metas claras

 

De nada adianta organizar as suas finanças se você não possui uma meta clara, não é mesmo? Afinal, por que você quer economizar o seu dinheiro? Quais contas e gastos são imprescindíveis na sua vida?

 

Fazer essas perguntas para si mesmo é essencial para lembrá-lo com frequência do que você está fazendo. Organize suas metas de economia e facilite ainda mais o seu compromisso com o orçamento pessoal.

 

7. Elimine suas dívidas

 

É certo que as dívidas atrapalham, e muito, o seu planejamento financeiro.

 

Caso você tenha algumas contas para pagar, um dos primeiros passos é se organizar para eliminar todas as dívidas para usufruir completamente dos benefícios do orçamento pessoal.

 

 

Conte com a tecnologia!

 

Contar com a tecnologia pode ser um excelente negócio para o seu controle financeiro!

 

É claro que nada te impede de realizar o seu orçamento pessoal de forma manual, mas, ao longo do tempo, alguns erros podem ser cometidos, atrapalhando diretamente o seu controle.

 

A opção mais assertiva é optar por aplicativos e ferramentas de gerenciamento financeiro, facilitando o registro de algumas transações financeiras e demais funcionalidades. Contar com bons serviços vai te ajudar a fazer um planejamento muito mais rápido e eficaz.

 

E o Contas Online está aqui para te ajudar!

 

Somos um controle financeiro para uso empresarial ou pessoal, totalmente personalizável para atendê-lo da melhor forma possível.

 

E o melhor: contamos com planos adaptados para a sua necessidade, inclusive o plano grátis. Escolha a opção ideal e dê início ao seu orçamento pessoal com uma super ajuda!

 

 

Ilustração

Feedback Gostou ou foi útil pra você este conteúdo? Sim Não
Usamos cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência, personalizar publicidade e recomendar conteúdos.
Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.
Aguarde